A Bênção das Provas

“Nossas provas, nossas bênçãos.” 1
perante a lei da evolução,
em cada romagem sobre a Terra,
dando-nos da conquista o ensejo!

A perfeição não nos vem sem abalo,
mas sim com muito trabalho – ação!
Quão  demérito há, e se encerra
no laurel que se entrega de sobejo?!

As conquistas se fazem com valor,
ao preço de sacrifício, coragem,
exaustão, com vontade e suor!

“Quem quere passar além do Bojador…”, 2
com rija pujança e sem miragem,
“… Tem que passar além da dor.” !… 3

(1) Chico Xavier/Emmanuel – “Rumo Certo” – FEB/Rio – 1ª edição – 1971 – nº 24, p. 90.

(2) Fernando Pessoa Antonio Nogueira Pessoa (1888 – 1935), poeta, filósofo dramaturgo português. Do poema Mar Português, do autor. Transcrito de “Estética Literária”, de Maurício Silva – Editora Fundo de Cultura – Rio/RJ –1973, p. 220.

(3) Idem, idem, quarto verso da sextilha do poema.

Weimar Muniz de Oliveira
Últimos posts por Weimar Muniz de Oliveira (exibir todos)

Deixe um comentário