Saudade n’Alma

Nosso leito está vazio, agora,
depois que, enferma, de cá saístes,
deixando saudade, pesar, nest’ hora,
depois que para lá vos evadistes!… 

O peito dói depois que estais lá fora,
depois que, enferma, de cá saístes,
involuntária, me deixando, embora,
depois que para lá vos evadistes!…

Tendes as preces, com fervor imenso,
que  vos dedico, muito comovido,
depois que, enferma, de cá saístes!

Ofereço-vos, com ardor intenso,
o poema, do coração doído,
depois que, enferma, de cá saístes!…

Goiânia, 09/06/2020

Weimar Muniz de Oliveira
Últimos posts por Weimar Muniz de Oliveira (exibir todos)

Deixe um comentário