Súplica

Tu, que as flores adoras
e por elas  és também
adorada…

Tu, que amas as pessoas
e também por elas és
amada…

Tu, que vedes nos outros dor
e, por isso, és da dor
acalmada…

Tu, que inspiras amor
e és por todos
estimada…,

roga,  musa adorada,
que se faça o Nirvana
na Terra, semeada
de dor acre e insana!…

Na vida  plena, inçada
de dura sorte, profana,
vedes a rude estrada
da dorida gente humana!…

Se  dos astros celestes
subires, acaso, aos céus,
não me esqueças, oh! Ninfa!

***

A estrela que tu vestes
fez-me alçar até Deus:
contigo e tu’ alva linfa!…*

Goiânia,  outubro, 22/2019.

Weimar Muniz de Oliveira
Últimos posts por Weimar Muniz de Oliveira (exibir todos)

Deixe um comentário